A ditadura da Rede Globo: um poder que cresce a cada ano

quinta-feira, 2 de maio de 2013 | 19:27 | Por 31 comentários
Ouso dizer que se de repente a Globo simplesmente evaporasse da face da Terra, nem os outros braços do aparato político-ideológico-midiático que a organização multimídia da família Marinho lidera iriam chorar por seu sumiço; comemorariam com fogos de artifício. A parcela da sociedade política e ideologicamente alinhada aos governos progressistas que há uma década vêm conseguindo manter o poder contra essa máquina midiática, vem cometendo um erro de avaliação sobre o que convencionou chamar de “grande mídia”.

Hoje, no Brasil, há um só grupo de mídia que, nadando contra a corrente que arrasta outros grandes grupos, vem obtendo lucros estratosféricos, crescendo e se solidificando a cada ano: as Organizações Globo. É um fenômeno impressionante. De 2002 a 2012, a Globo perdeu 22% de sua audiência em rede nacional. Em 2002, no Painel Nacional de Televisão (PNT), a média diária da emissora, entre 7h à 0h, era de 22,2 pontos. De janeiro a agosto de 2012, a média diária foi de 17,4 pontos. Cada ponto equivale a 191 mil domicílios no país.

Em uma década, porém, a participação da Globo nos investimentos publicitários em TV aberta se manteve em 70%. O faturamento bruto da TV aberta da Globo com anúncios passou de R$ 5,65 bilhões em 2002 para R$ 18 bilhões em 2011. Mais impressionante ainda: o lucro da Globo, ano passado, subiu 36% e chegou a R$ 2,9 bilhões – um aumento de 35,9% ante o resultado do ano anterior –, apesar da queda de audiência. O paradoxo entre queda de audiência e aumento do faturamento se deve à estratégia multimídia das Organizações Globo. Além da principal emissora de TV do país, o grupo também detém jornais e revistas, além de participação em empresas como a Net e Sky e nos canais pagos da Globosat, como SporTV, Multishow e Telecine.

Não existe país nenhum no mundo com um império de comunicação como esse.

Isso ocorre enquanto outros grandes grupos de mídia como a Rede Record, o Grupo Folha, o Grupo Estado e a Editora Abril vêm amargando seguidos prejuízos. O mais impressionante é o resultado publicitário da Globo no que tange a verbas oficiais. Apesar da queda de audiência, as plataformas de mídia globais açambarcam 64% das verbas de publicidade do governo federal.

Como resultado dessa ditadura midiática e política, os irmãos João Roberto, Roberto Irineu e José Roberto Marinho ocupam, respectivamente, o 7º, o 8º e o 9º lugares na lista que a revista Forbes publica dos homens mais ricos do Brasil. João Roberto e Roberto Irineu acumulam hoje uma fortuna de 8,7 bilhões de dólares cada um. Já José Roberto tem uma fortuna estimada em 8,6 bilhões de dólares.

Como não existe um marco regulatório que vete a monopolização de tantas plataformas de mídia – que, em enorme parte, são concessões públicas entregues aos Marinho pelo governo federal –, enquanto a Globo lucra como nunca os grupos de mídia que atuam politicamente em consonância com a ditadura global vão ficando com as gordas migalhas que caem da mesa, mas que não bastam para impedir-lhes os problemas financeiros. Mas por que, então, vemos impérios de comunicação como o Grupo Folha, o Grupo Estado, a Editora Abril e outros aliarem-se à guerra aberta que a Globo, de forma aparentemente inexplicável, trava com um governo federal que se entrega à sua voracidade por dinheiro e concessões públicas?

A questão parece ser muito mais ideológica do que prática. Apesar de forrar as Globos com a parte do leão das verbas e das concessões públicas, os governos do PT são vistos pelo resto da grande mídia como inimigos do capitalismo. As famílias Frias, Mesquita, Civita e congêneres acham que um governo tucano, por exemplo, distribuiria mais benesses ainda e as salvaria de uma situação que, em verdade, deve-se à voracidade Global. Assim, os governos do PT tornaram-se o inimigo comum de grupos de mídia que, por trás da aparente cordialidade, são adversários ferozes na disputa pelas benesses do Estado.

A Globo não prejudica o resto da comunicação no Brasil apenas ficando com quase tudo em termos de publicidade oficial e privada. A hegemonia da organização da família Marinho prejudica o país ao impor costumes, vetar projetos governamentais, leis, ao difundir ignorância, preconceito e muito mais.

O padrão “racial” da publicidade e da televisão brasileiras, por exemplo, que exclui a verdadeira etnia de nosso povo, é oriundo de uma visão da Globo sobre o país. Novelas, publicidade, tudo o que se vê retrata um país de aparência europeia porque a Globo criou e mantém esse padrão. A ausência de programas que discutam o país, que se aprofundem em debates importantes, inclusive políticos, é oriunda de uma programação da Globo feita para emburrecer e alienar o espectador.

Como a Globo é uma receita de sucesso, seu padrão é seguido pela concorrência na mídia eletrônica, sobretudo na televisão. Haja vista as cópias de excrescências como o Big Brother em outras emissoras, das novelas bobinhas com elenco ariano etc. A teledramaturgia global, em particular, é dramática – para fazer um trocadilho. Novela após novela é encenada no eixo Rio-São Paulo, com enredos que se repetem sem parar, com vilões e mocinhos – e mocinhas – idênticos, sempre exaltando as classes sociais abastadas a que a cúpula da Globo pertence.

Todo esse poder da Globo se deve à sua capacidade de chantagear a classe política. Executivo, Legislativo e Judiciário ajoelham-se no altar Global de Norte a Sul do país. Nem a Presidência da República escapa. Apesar de não vir conseguindo eleger o presidente da República desde 2002, a Globo, ao levar escândalos reais e inventados ao Jornal Nacional, novelas, programas humorísticos etc., selecionando os que quer expor e os que quer esconder, consegue a subserviência da República aos seus ditames.

Se até os grandes grupos de mídia além da Globo estão sendo sufocados por ela, imaginemos o que acontece com a mídia dita “alternativa”, que deve desaparecer em poucos anos se nada mudar. Todavia, a própria grande mídia – Globo excluída – não deve resistir tanto assim. Com o passar do tempo, os Marinho irão adquirindo participações de tudo até que estabeleçam um imenso monopólio da comunicação nacional.

Não existe um só país da importância do Brasil e no qual vigore regime verdadeiramente democrático que tenha praticamente toda a comunicação nacional sob o tacão de uma única família, de um único império empresarial de comunicação. Após uma década de governos progressistas que conseguiram distribuir renda, diminuir a pobreza e avançar em termos de solidificação da economia, com aumento exponencial de infraestrutura etc., o Brasil caminha para a Idade Média nas comunicações.

Como livrar o pais da ditadura da Globo? Boa pergunta. Se nem após dez anos de governos do PT conseguimos dar um mísero passo para desconcentrar o poder que a família Marinho começou a acumular graças à ditadura, parece quase impossível mudar isso agora. A Globo não tem hoje menos poder, tem mais, muito mais. E esse poder está crescendo a cada ano. E se em 2013 conseguir colocar um despachante no lugar de Dilma no Palácio do Planalto, melhor será mudar o nome do país para República Global do Brasil.

Leia também:
*Ser ou ter? Eis a questão
*Quem é o seu mestre?
*Alienar-se ou estar consciente de si?

Fonte: Eduardo Guimarães

*Extra: Entenda um pouco como começou esse "império" da Rede Globo assistindo ao documentário "Muito Além do Cidadão Kane":


Muito Além do Cidadão Kane é um documentário televisivo britânico de Simon Hartog exibido em 1993 pelo Channel 4, uma rede televisiva pública do Reino Unido. Mostra as relações entre a mídia e o poder do Brasil. Embora o documentário tenha sido censurado pela justiça, a Rede Record comprou os direitos de trasmissão exclusiva por 20 mil dólares do produtor John Ellis.

A obra detalha a posição dominante da Rede Globo na sociedade brasileira, debatendo a influência do grupo, seu poder e suas relações políticas, que os autores do documentário vêem como manipuladoras e formadora de opinião.

O ex-presidente e fundador da Globo Roberto Marinho foi o principal alvo das críticas do documentário, sendo comparado a Charles Foster Kane, personagem criado em 1941 por Orson Welles para Cidadão Kane, um drama de ficção baseado na trajetória de William Randolph Hearst, magnata da comunicação nos Estados Unidos da América. Segundo o documentário, a Globo empregaria a mesma manipulação grosseira de notícias para influenciar a opinião pública como fazia Kane no filme.

Um filme para ser visto
em sala de aula.
A Rede Globo tentou comprar os direitos de exibição do programa no Brasil, provavelmente para tentar impedir sua exibição. Entretanto, antes de morrer, Hartog tinha feito um acordo com organizações brasileiras para que os direitos de exibição do documentário não caíssem nas mãos da Globo, a fim de que pudesse ser amplamente conhecido tanto por organizações políticas quanto culturais. A Globo perdeu o interesse em comprar o filme quando os advogados da emissora descobriram isso, mas até hoje uma decisão judicial proíbe a exibição de Beyond Citizen Kane no Brasil. A Rede Record comprou os direitos de transmissão por aproximadamente 20 mil dólares, e espera a autorização da justiça para trasmitir.

O documentário apresenta depoimentos de destacadas personalidades brasileiras, como o cantor e compositor Chico Buarque de Hollanda que na época tinha um progama na emissora, os políticos Leonel Brizola e Antônio Carlos Magalhães, o ex-Ministro da Justiça Armando Falcão, o publicitário Washington Olivetto, o escritor Dias Gomes, os jornalistas Walter Clark, Armando Nogueira e Gabriel Priolli e o atual presidente do Brasil Luís Inácio Lula da Silva.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

31 comentários:

  1. Graças a Deus a Globo existe!! só de pensar que sem ela eu teria que assistir ao SBT, Record etc...sinto calafrios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinceramente, você não tem mais o que fazer não? Você só tem a opção de passar o dia inteiro assistindo televisão? Se não é a globo, então é SBT, etc? Como se tv fosse a única forma de informação e lazer que existe no mundo? Vá ler um livro, assistir um filme ou qualquer coisa que preste na internet. A programação da Globo não é algo que se deva dar graças a Deus, só faz atrofiar o seu cérebro.

      Excluir
    2. Vai ler um livro, porra! Vai procurar um museu, uma biblioteca! Vai correr! VAI CONVERSAR COM A SUA FAMÍLIA! DESLIGA A PORRA DA TELEVISÃO, TELETUBBIE!

      Excluir
    3. A globo é uma empressa de midia como a recor, sbt..etc.
      E ela sempre vai procurar lucrar nao importa como.Entao se vcs nao gostam da globo simples nao asista tv porque tando a recor
      ou qualquer empresa de midia vai procura lucrar e nao importa como ex:passar novelas chatas e repetitivas ou ate colocar informaçoes fausas para receber dinheiro por fora

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ainda bem que existe a rede globo por que tem o melhor jornal de noticias não fica explorando a desgraças doa outros e a programação também e a melhor quando eu paro pra assistir tv eu vejo a globo por que é a unica que da pra assistir é se ela fosse ruim não estaria no topo esses anos todos.ali tem profissionais que trabalhão serio.

      Excluir
    2. Não explora? Imagina se explorasse a desgraça dos outros. E como se estar no topo significasse alguma coisa. Com o nível cultural de pessoas que a assistem é fácil estar no topo. Parabéns.

      Excluir
  3. Gente desculpa falar, mas isso é texto de "mimimi minha emissora favorita não é a melhor", atente-se ao fato: A globo denunciou o mensalão, tanto do PT quanto do PSDB. denunciou inúmeras vezes traficantes, golpes, inclusive de políticos. Se eles tem o monopólio, trabalho duro deles. sério. vc queria o que a record em primeiro? A record, com jornalismo marrom e sensacionalista? desculpa, nem vou falar de religião ou comunismo aqui pra não apelar.

    Trazer um documentário de fora do Brasil, é rídiculo... só pq é gringo é verdade? presta atenção, a globo é uma das maiores corporações do mundo e ta no top top das midiáticas, então é óbvio que é mimimi de burguês que acha que só pq é uma empresa de terceiro mundo então o sucesso é indevido.

    Acho que você foi justo falando sobre a queda da audiência e sobre manter a faixa de lucro... mas ai vc tem que entrar em conta que todas as emissoras tiveram queda na audiência tbm, ou seja, a % de brasileiros vendo a globo se manteve...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Trabalho duro é boa! Se puxar saco dos militares e fazer de conta que nao existe ditadura é trabalho duro então ta SERTO

      Excluir
    2. Globo criar vermes acéfalos feito você.

      Excluir
  4. Falando sério acredito que só a internet tem poder contra Globo, esse monopólio que ela detem sobre o futebol e outros programas me enoja

    ResponderExcluir
  5. A Globo nos ultimos 10 anos perdeu 40% de sua audiência em novelas, sem contar que por não ter nenhum programa de humor abriu margem para que outras emissoras crescessem. A geração de hoje não vê novelas e a tendência é que nas próximas 20 anos elas se tornem quase extintas. A globo só tem a perder, a tv propriamente dita como conhecemos se não se reinventar só terá a perder. Até os anunciantes estão preferindo mídias alternativas. Hoje ou Facebook e o Youtube são máquinas de fazer dinheiro, e passam pro anunciante a certeza da visualização e uma propaganda direcionada para o publico alvo de cada anunciante.

    O que estamos presenciando é único, deem tempo ao tempo e verão esse grande império ruindo, como tantos outros já ruiram!

    ResponderExcluir
  6. Ficaria feliz que estivesse disponível mais canais na tv aberta, minha sorte é que tenho acesso à tv por assinatura, mas realmente o império global não parar de crescer tão cedo.

    ResponderExcluir
  7. rede globo consegueu criar o quadro da politica corrupta do pais.
    levando o dela e favorecendo os politicos LADROES DO BRASIL.
    A REDE GLOBO E PIOR QUE UMA BOMBA ATOMICA.
    ESSA MERDA DE EMISSORA.

    ResponderExcluir
  8. Talvez se as concorrência pelo menos tentasse fazer uma programação melhor as coisas mudariam.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom esse material, e trás para nós que já conhecemos a real do controle midiático uma visão ainda mais catastrófica!!

    Referente ao comentário de Pepita, ela só tem essa opinião porque a própria globo a oferece essa condição de não pensar e não questionar, é disso que a mídia golpista vive.

    ResponderExcluir
  10. O problema se inicia quando as pessoas acreditam em tudo que é passado na tv, sem ao menos questionar. E o que não é noticiado, é como se simplesmente não existisse. Poucos ainda lêem notícias de jornais impressos. Mas se passar na globo? Aí todo mundo tá comentando, tá todo mundo sabendo.

    Pior ainda são os que acham que Globo é cultura. "Alienação é o que vende na televisão"

    ResponderExcluir
  11. belas palavras Isabela... O que o povo não entende é que eles estão sendo controlados por motivações em fatos distorcidos...
    estão cegos... não percebem que a realidade mostrada os motiva a um caminho escuro... tem muita coisa errada na globo e o pouco de verdade que lhes são mostrado é só pra disfarçar....

    ResponderExcluir
  12. A Globo nunca vai mudar seu estilo por vontade própria, tá dando cada vez mais certo pra ela!
    Quando a população perceber que é talhada diariamente por uma programação que faz alienados, talvez algo mude. Só não concordo quando se compara a Globo a outros canais. TODAS as mídias de todo o mundo defendem seus interesses.

    ResponderExcluir
  13. A globo simplesmente é a pior merda que tem, faz 2 anos que quase nem mudo para o canal da globo, de tão ruim que é, e eu só me toquei nisso quando eu parei de ser ingenuo, acho que em 1999 a globo foi la e denunciou uma empresa chamada GR (acho eu) que lida com restaurantes industriais, onde a GR dava comida aos moradores de ruas, sendo que essa comida ja vinha pronta dos restaurantes, o problema, é que se a comida ficar muito tempo em temperatura ambiente a comida se infecta assim provocando intoxicação alimentar, coisa normal, mas não a globo tinha que mecher em seus pauzinhos, e la foi e fez uma reportagem denunciando isso, como aconteceu essa intoxicação alimentar nenhuma empresa desse ramo, nunca mais doou nada para nenhuma entidade etc.

    toda a comida que sobra desses restaurantes vai tudo fora eu ja trabalhei nesses restaurantes, e digo que num local com 600 pessoas trabalhando sobra uma enorme quantidade de comida que poderia ser doada se não fosse graças a globo, sem contar que ela ainda favorece seu grupo politico, os ricos, e so mostra novelas esnobes, onde só tem gente rica e sem graça, e esse projeto criança esperança é apenas para deduzir seus impostos.

    os jornais só mostram oque interessam ao publico, mas guerras que acontecem por ai, atrocidades na africa e outras coisas desse ramo nunca mostram, e simplesmente não sem importam em mostrar essas coisas pois isso não dará dinheiro a eles.

    pelo menos a globo está começando a cair, com a internet ja popularizada, e novos meios de informações surgindo a globo um dia irá falir.

    ResponderExcluir
  14. eu prefiro a internet. por Zeus e apolo, aqui eu posso ir para onde quiser ler o que quiser opinar tem gente que me corrige qdo estou errado tem gente que eu corrijo, então quer ambiente mais democrático que esse e talvez por isso o governo queira limitar o poder deste veículo, tem gente que vai me dizer mas tem muita porcaria na net que a web tem coisa muito ruim então faça o seguinte desligue o micro assim como eu desl a tv e vai passear no parque enquanto seu lobo não vem.

    ResponderExcluir
  15. Enquanto nos orgulharmos de sermos considerados o país do futebol estaremos fadados a essa realidade que nos assola

    ResponderExcluir
  16. A fórmula do sucesso da globo? Um povo historicamente omisso... nenhuma outra emissora no mundo tem tanto poder sobre a população quanto a rede globo, podem pesquisar.. a rede globo detêm o monopólio de tudo, tudo que nos é informado tem como base a rede globo é quase uma religião onde a palavra da globo é absoluta e ninguém contesta, duvida? Quem ai assistiu as olimpíadas 2012-2013? Quem soube que teve as olimpíadas e foram assediadas pela record? A população esta bitolada a globo e ainda querem dizer que não são manipulados?? É a globo esta fazendo um ótimo trabalho..

    ResponderExcluir
  17. VAMOS TER QUE COMEÇAR UM TERRORISMO CONTRA A GLOBO

    ResponderExcluir
  18. Eu não acho nada gloriosa a existência da Rede Globo para as pessoas que assistem TV,como não vejo nada de interessante redirecionar programação esportivas, filmes e outros para a TV a cabo, deixando o bagaço para as pessoas mais simples que mais precisam de alguma distração. Acredito que os críticos de plantão deveriam também direcionar suas criticas a todos estes jornais que acreditam que noticias é jogar um monte de crime maldoso em cima das pessoas, na falta destes, importam de outros estados e países, propagando métodos de execução sarcásticas, fazendo com que os bandidos aprendam novos métodos. É para se pensar, o que é melhor assistir quando não se tem outra coisa? Uma novela besta ou um monte de gente assassinada brutalmente. Tá na hora de se pensar e todos os canais de fazer alguma coisa aproveitável na TV, por enquanto fico com o Silvio.

    ResponderExcluir
  19. A culpa é do povo que é burro. Parabens a rede globo pela inteligencia e pela forma que souberam administrar suas empresas.

    ResponderExcluir
  20. Legal os argumentos ¬¬”... A globo de fato apoiou a ditadura, mas ela já acabou...e o fato dela manter o monopólio das mídias, é pq mantém qualidade melhor que outras emissoras...
    Qm qr obrigar os outros que assistem ela, dizendo que são encéfalos, saibam que são tão opressores qnto a emissora e tão encéfalos qnto quem só vê e procura informação em TV...
    Os verdadeiros culpados são aqueles eleitos pelo povo...”ahhhh, mas o povo que é burro pq vota neles, então o povo é o culpado...” Não exatamente, como iniciar um processo de conscientização na população? Quem votaria e lutaria por esses direitos?
    A resposta?!...é justamente quem vc votou...pois qm é eleito vai lá ou por interesse pessoal, e/ou pra defender as vontades dessas máfias religiosas e conservadoras, se é q ñ pode ser classificado como interesse pessoal tbm, afinal todos deveriam ser livres para tomar as decisões que quisessem, e não o que o outro acha certo.

    ResponderExcluir
  21. a culpa da Globo ter poder é das milhares de pessoas que a assistem a mesma todos os dias, é so procurar outras opções para poder ter outra visão dos fatos e não culpar o monopólio de notícias criadas pela emissora que tem mais poder.

    ResponderExcluir